MATRIZ MORFOLÓGICA

A técnica idealizada por Fritz Zwicky (1898-1974) amplia as possibilidades de combinações e recombinações que o trabalho criativo exige. Ela propõe o cruzamento dos componentes de um dado problema com suas possíveis soluções. A mescla desses elementos servirão de inspiração para novas ideias. A matriz morfológica pode ser usada, por exemplo, no desenvolvimento de um logotipo e pode ser facilmente aplicada. Implica em fracionamento, recombinação e associação.

Para deixar clara sua funcionalidade mostraremos um exemplo, retirado da obra de Pricken (2009), que refere-se a criação do logotipo do Live Aid (festival de música destinado ao combate da fome na África).

BlogCz

Os três elementos circulados dentro da matriz serviram de base para a concepção final da marca, como veremos a seguir:

Live_Aid-logo-76C112665C-seeklogo.com

É importante destacar que nem sempre a solução surge dentro da mesma matriz, como acabamos de ver, mas mesmo assim ela funcionará como um impulso inicial, um registro de combinações possíveis, servindo como base para ideias futuras.

Ao utilizar a matriz consegue-se visualizar melhor o problema, porém tirar dela uma solução criativa vai depender do quanto você desmembrar suas partes e para cada uma delas gerar um número considerável de soluções. Como dica final, procure montar a matriz morfológica em um mural ou em uma folha grande em que mais pessoas da equipe possam completá-la.

PRICKEN, Mario. Publicidad creativa. Barcelona: Gustavo Gili, 2009.